PM nega corte de alimentação a policiais; associação contesta

Padrão

Por Felippe Aníbal

Gazeta do Povo, 26.02.2014

Segundo a PM, militares do serviço, do Bope e da guarda de presos lotados no Quartel do Comando recebem alimentação. Apra diz que corte atinge outros batalhões.

o pão  nosso

o pão nosso

Polícia Militar (PM) do Paraná emitiu nota, nesta quarta-feira (26), em que a corporação garante que está fornecendo alimentação aos “militares de serviço, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Guarda e os que estão sendo punidos”, lotados do Quartel do Comando Geral. Na edição desta quarta, a Gazeta do Povo publicou uma ordem afixada no racho da unidade, informando o corte no fornecimento da alimentação. Policiais de outras unidades também estariam sem comida

Em relação ao Quartel do Comando Geral da PM, a Associação dos Praças do Paraná (Apra) – que representa os soldados, cabos e sargentos da PM – ressalta que os policiais de expediente, que cumprem serviços administrativos, continuam sem alimentação. Na avaliação da entidade, esses servidores também têm direito a comer no rancho da unidade.

A nota da PM também contraria o que disseram três policiais lotados no Quartel do Comando Geral ouvidos pela Gazeta do Povo. Eles contaram que têm chegam a fazer “vaquinhas” para comprar até mesmo pão e manteiga, para aguentar expedientes estendidos.

A APRA reiterou, nesta quarta-feira, que em outros batalhões da PM também há restrição no fornecimento da comida aos policiais. A entidade disse que vai consultar policiais de outras unidades, principalmente, do interior, para colher provas do corte. “A PM tem 23 batalhões. Será que os policiais dos 23 batalhões estão recebendo alimentação? Temos informação de que não”, disse o presidente da Apra, Orelio Fontana Neto.

Pão

Gazeta do Povo também publicou um ofício afixado na porta do rancho da PM. O documento é uma comunicação assinada pelo dono de uma padaria, que suspendeu o fornecimento à corporação, por falta de pagamento. O empresário relata que o atraso lhe gerou dificuldades administrativas.

Na nota emitida nesta quarta-feira, a PM se limitou a dizer que “os pães também estão sendo fornecidos”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s