Arquivo mensal: abril 2014

Senador Álvaro Dias – Repensando a Segurança Pública

Padrão
Senador Alvaro Dias, Profa. Dra. Vanessa Fontana UNINTER

Senador Alvaro Dias, Profa. Dra. Vanessa Fontana UNINTER

O Senador Álvaro Dias, PSDB-PR realizou discussão no Fórum Paranaense de Segurança Pública, ocorrido no última dia 25 de abril, no Auditório Tiradentes, do Centro Universitário UNINTER, com  presença de diversos membros dos movimentos sociais que envolvem os policiais, bem como, alunos de Direito do UNINTER, e demais Instituições. O objetivo do Senador foi realizar um panorama das condições da Segurança Pública no Brasil. Apresentou dados do IBGE, mencionou as últimas manifestações ocorridas no Brasil em Junho/Julho de 2013, e ressaltou que as ruas tem cobrado do Executivo Federal políticas públicas que atendam a segurança pública, saúde e educação.

Mesa do Fórum Paranaense pela Segurança Pública - Senador Alvaro Dias

Mesa do Fórum Paranaense pela Segurança Pública – Senador Alvaro Dias

Sobre a Segurança Pública ressaltou um Projeto de sua autoria que preconiza a diminuição da maioridade penal para os 15 anos, para que os jovens não sejam aliciados pelo crime, seria uma forma de afastá-los já que a punição viria na mesma medida para os já estão contemplados pelo atual Código Penal.

Fernando Vicentine,  Senador Alvaro Dias, Nardi Casanova

Fernando Vicentine, Senador Alvaro Dias, Nardi Casanova

Indagado sobre a estrela do Fórum Repensando a Segurança Pública, que é a PEC 51, respondeu ainda não ter opinião formada clara quanto ao processo de desmilitarização, mas que tem acompanhado essas discussões no Senado e no Câmara dos Deputados. Quanto a descriminalização das drogas, tema trazido pela Juíza aposentada, Vera Lúcia Karam, disse ter opinião contrária, e que não compartilha da opinião do ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso.

Fez críticas quanto ao uso das Forças Armadas nas Comunidades do Rio de Janeiro e criticou a militarização dos problemas sociais e ressaltou que esse Fórum contribuirá nesse sentido.

 

 

Anúncios

Dálio Zippin Filho – Seminário Repensando a Segurança Pública

Padrão
Dálio Zippin - Repensando a Segurança Pública

Dálio Zippin – Repensando a Segurança Pública

O Prof. Dálio Zippin Filho, advogado criminalista, e membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB, ministrou Palestra sobre o Panorama da Segurança Pública no Paraná e aspectos controvertidos da PEC 51.  Primeiramente ele ressaltou dados nacionais sobre o número de homicídios existente no Brasil, que gira em torno de 50 mil mortes ano. O que ultrapassa qualquer conflito mundial armado ocorrido desde 2005 até os dias atuais.

Profa. Dra. Vanessa Fontana - Prof. Dr. Dálio Zippin Filho

Profa. Dra. Vanessa Fontana – Prof. Dr. Dálio Zippin Filho

Demonstrou uma visão aguçada quanto a atuação e os códigos militares que acabam por levar o policial a responder processos junto a justiça especializada que é justiça militar. Ressaltou sua desconfiança quanto a aplicação da PEC 51 e apontou alguns pontos controvertidos. O que só veio a aumentar a intensidade do debate, o que é muito valoroso num espaço acadêmico.

 

Da esquerda para a Direita. Luiz Antonio Boudains; Ramirez; Cel Furquin; Profa. Vanessa; Prof. Dário Zippin Filho; Fernando Vicentine.

Da esquerda para a Direita. Luiz Antonio Boudains; Ramirez; Cel Furquin; Profa. Vanessa; Prof. Dário Zippin Filho; Fernando Vicentine.

Agradecemos a ilustre presença do jurista no Centro Universitário –  UNINTER, bem como, no Fórum Paranaense pela Segurança Pública, demonstrando que o Fórum está aberto a diversidade e que não temos inimigos, mas sim adversários ideológicos, o que evidentemente reforça a causa.

 

Prof. Pedro Bodê no Seminário Repensando a Segurança Pública

Padrão

A fala do Prof. Dr. Pedro Bodê, no Seminário Repensando a Segurança Pública,  foi de crítica em relação ao atual modelo de segurança pública no Brasil, especialmente, no tocante a Polícia Militar, um modelo atrasado de  organização policial que prevê privilégios para os oficiais,  inventado em 1964, e como tal não deve ter continuidade num processo democrático.

Fernando Vicentine - Prof. Pedro Bodê

Fernando Vicentine – Prof. Pedro Bodê

O professor Bodê expressou sua satisfação com o Seminário, a medida que, temos diversas forças policiais reunidas num Fórum propondo uma mudança que sai da base das organizações. Reforçou a tese da Polícia Única com ciclo completo e a PEC 51.

Cabe ressaltar que o Cel Dabul, Diretor da Divisão de Ensino da PMPR esteve no Seminário, Cel Daniel, o Cel Xavier, ex-comandante da PMPR, bem como, o Cel César, ex-subcomandante da PMPR, dentre outros. E é, público e notório, que os coronéis não apreciam a fala do Prof. Bodê, obviamente porque sua fala é crítica em relação ao atual modelo vigente na Polícia Militar.

Auditório FIEP

Auditório FIEP

 

O auditório estava movimentado, ao contrário do que afirmou e retratou em foto o Cel César em matéria publicada no site da AMAI  ( http://amai.org.br/site/noticias/detalhes/540/). Primeiramente, que o seu “texto” sim é revanchista e um tanto magoado, por não fazerem parte deste Fórum, como reclamou em seu primeiro parágrafo.  A sua fúria dirigida ao Pedro Bodê é uma mitigação das suas próprias falhas, pois é público e corrente no interior dos quartéis da PMPR que foi um péssimo subcomandante, pois adotou o RDE na Polícia, como se Forças Armadas fosse, causando o terror entre as Praças,  sua falta de carisma e atitudes pautadas por vaidade pessoal o fizeram sair da PMPR, alguns sabem como se deu a sua oportuna derrocada, e eu sou uma dessas pessoas.

Então, se auto-proclamar como representante de uma cultura da paz? Por favor, Cel! Quanto as suas ácidas palavras direcionadas ao Prof. Bodê que é acadêmico e estudioso, o Sr. as faz com total desequilíbrio atacando a PESSOA e não a sua fala. Bem se percebe que a sua seara não é acadêmica, mas sim a do chicote que procura desferir contra aos mais fracos, coisa que o Prof. Bodê não é. Seu discurso é honesto e pautado sim em dados científicos, agora o seu é saudosista e revanchista de um tempo que não voltará jamais.

O que mais me chama atenção é que aquele em que o Sr. atacou em honra foi a pessoa com a qual o sr. mais conversou a manhã inteira, sua postura é lamentável, anti-democrática e anti-acadêmica. Basta olhar a foto, é curioso tanta falta de sintonia num discurso só, ainda bem que  as imagens não mentem.

Seminário Repensando a Segurança Pública

Marcelo Godoy, Procurador – Prof. Pedro Bodê – Cel César, AMAI – Luiz Vechi, Guarda Municipal – Profa. Vanessa Fontana

Enquanto isso, o Fórum segue se completando e formando um sólido conhecimento das questões políticas e executivas que os atingem hoje. Aos amargurados, que busquem consolo numa pantufa, uma xícara de café e bons livros sobre cordialidade e introdução a política.

Repensando a Segurança … Sucesso Total no UNINTER

Padrão
Seminário Repensando a Segurança Pública

Seminário Repensando a Segurança Pública

Pessoal, estou há pelo menos 18 anos na área acadêmica e há tempos não participava de um evento tão INSTIGANTE quanto o de hoje.

 

Vanessa Fontana, ao fundo Cel Dabul -  Diretor de Ensino da PMPR

Vanessa Fontana, ao fundo Cel Dabul – Diretor de Ensino da PMPR

E, não é porque sou a gestora acadêmica, mas sim pelo alto nível dos debates. Então aqui, quero fazer alguns agradecimentos e registrar alguns momentos e deixar o convite para que todos compareçam amanhã, dia 25 de abril, no Centro Universitário UNINTER, Saldanha Marinho, 131.

Seminário Segurança Pública

Seminário Segurança Pública

O primeiro horário do dia, mesa de abertura na FIEP, com a EXCELENTE palestra do Prof. Pedro Bodê – UFPR.

Fernando Vicentine e Prof. Pedro Bodê

Fernando Vicentine e Prof. Pedro Bodê

 

Antes de mais nada, sem ELA nada seria possível. NARDI CASANOVA, você é DEMAIS!

Nardi Casanova

Nardi Casanova

E, sem ELE, também nada teria acontecido, pois como eu disse à ele, várias vezes, Thiago de Freitas, hoje VOCÊ substituirá os passos que não posso dar. Thiago, você não tem PREÇO! Em nome dos dois agradeço à todos os funcionários e funcionárias do Centro Universitário UNINTER que colaboraram para a realização deste Seminário.

Thiago de Freitas

Tiago de Freitas

A Palestra com o Procurador da República, Marcelo Godoy foi excepcional, nunca vi um representante do Ministério Público se apresentar com tanta propriedade e comprometimento.

Marcelo Godoy - Procurador

Marcelo Godoy – Procurador

A Juíza Aposentada Maria Lúcia Karam, deu um show sobre porque descriminalizar às drogas, com propriedade e com dados absolutamente contundentes.

Juíza Aposentada Maria Lúcia Karam e Fernando Vicentine Presidente do Fórum

Juíza Aposentada Maria Lúcia Karam e Fernando Vicentine Presidente do Fórum

Ao meu ex-aluno, o cientista político, Marcelo Bordin, por se revelar um palestrante  comprometido com a sua categoria e com o futuro da Segurança Pública.

Marcelo Bordin, cientista político

Marcelo Bordin, cientista político

Ao meu também, ex-aluno, Paulo Rossi, presidente da UGT, pela palavra forte e compromissada e que também nunca esquece da “antiga” professora.

Paulo Rossi , Presidente da UGT

Paulo Rossi , Presidente da UGT

Só posso agradecer por estar rodeada de boas e frutíferas amizades, companheiros e companheiras em busca de um Brasil melhor. Ser CIDADÃO, é o nosso mínimo, para as futuras gerações, consertar os sonhos dos nossos avós, alocar o sonho dos nossos pais e dar o tão esperado futuro para os nossos filhos.

Seminário Repensando a Segurança Pública

Seminário Repensando a Segurança Pública

A inspiração vem da composição desse auditório…

Amo ser professora e cientista política por estar sempre perto do jovens, e hoje vê-los, sentados ao LADO e COM os policiais das mais variadas categorias, me fez acreditar que esse é o caminho…

Não posso deixar de agradecer ao incansável Fernando Vicentine e os guerreiros do Fórum.

Fernando Vicentini

Fernando Vicentini

Livros para quem quer…

Padrão

Esse post foi publicado no site da APRA:

 

Alunas da Faculdades Santa Cruz

Alunas da Faculdades Santa Cruz

A APRA – Associação de Praças do Estado do Paraná, por meio da sua consultora, a Cientista Política, Vanessa Fontana, doou para a Biblioteca e para os alunos do Curso de Direito da Faculdade Santa Cruz, do 1º,  3º, 5º, e 9º período do turno da manhã, dentre outros alunos e professores do curso de Direito, aproximadamente 600 exemplares, dos seguintes volumes:

 

1) CONSTITUIÇÃO FEDERAL;

2) ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE;

3) CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR.

 

O acesso a esses livros ocorre por meio de uma parceria com um partido político, que os disponibiliza sem nenhum custo para a APRA e para os alunos. Nosso trabalho é no sentido de ir até o local, retirar esse material, transportá-lo e entregá-lo, a quem fará um bom uso. Pois, os livros só tem sentido quando lidos e trabalhados.

Alunas das Faculdades Santa Cruz

Alunas das Faculdades Santa Cruz

 

A APRA, enquanto Instituição acredita ser um “meio” para a entrega sem custo desses livros, pois somos uma Associação sem fins lucrativos, de Fundo Social e de Utilidade Pública. Os livros são uma forma de incentivo para os estudantes de graduação, já que os detentores originários do material, não possuem logística para fazê-lo. É um trabalho árduo, mas o fazemos por acreditar que os livros são instrumentos capazes de transformar um país.

 

Agradecemos, especialmente, a Vanessa Fontana, que entregou um a um esses livros, e aos colegas que colaboraram, pois ela é também aluna de Direito, e mesmo tendo dificuldade de locomoção, não se eximiu ao trabalho. A mensagem que deixamos nessa parceira, APRA e Faculdade Santa Cruz, parafraseando os sábios, é que: “não se faz uma Nação sem livros”.